(#1) Um objecto, um 'eu'...

Posted by por: catnog | Posted in | Posted on 10/07/2009 03:22:00 da manhã

O design é um processo técnico e criativo que normalmente é orientado por uma intenção, um objectivo, ou para a solução de um problema. 
Como o design é feito a pensar nas pessoas e para as pessoas, há objectos e peças, que associamos por alguma razão a alguém.

Decidi então criar a 'Rubrica': Um objecto, um 'eu'... onde faço essa associação.


A primeira pessoa, o João (que aproveito para dizer que é das pessoas mais cultas e inteligentes que eu conheço), poderia ter sido associada a uma infinidade de objectos, mas é alguém que concerteza vai compreender esta minha escolha... :)
Pois é... aqui temos o primeiro objecto de design:

É um produto de uma empresa italiana, Nobodyandco, que conseguiu resolver o problema de guardar 5 metros de livros de um modo peculiar e interessante, estes servem de recheio a uma poltrona. (existe em várias cores)
Digamos que a pessoa em causa, pode agora sentar-se confortávelmente, ao mesmo tempo que, desfruta de uma 'bela' leitura da especialidade...
Para quem lê vários livros ao mesmo tempo, é uma solução bastante interessante, uma vez que estão sempre ali à mão, para não falar no facto que agora estão minimizados os problemas de espaço (já que os livros são tantos e as estantes lá de casa já nao chegam).
Já agora deixo a sugestão: uns 'livritos' de arte, não faziam nada mal à tua prateleira, e preencheriam algumas lacunas... :P 

Comments (4)

  1. Para começar diria, em termos de apreciação geral, que gostei do paralelismo estabelecido, entre a minha pessoa e o o objecto em causa. Penso que está bem conseguido, porém dever-se-á desde já sublinhar que o suporte teorico se constitui como algo reduzido. A autora de tal post, deveria fazer um maior esforço, para uma maior e mais consistente argumentação, da ideia principal, ainda assim, e terminando como começei, devo sublinhar que em termos genéricos o post em causa estabelece um paralelismo algo pertinente!

    Beijo

    João Carlos Sousa

    Covilhã, 7 de Setembro 2009

  2. Quero fazer 3 observações à sua resposta ao post...
    Em primeiro lugar, outra coisa não se esperaria da minha pessoa, se não uma associação pertinente entre o objecto e o 'eu' em causa, e não é uma mera 'apreciação geral', nem muito menos 'um paralelismo algo pertinente'. Resulta sim, numa verdadeira associação entre pessoa/objecto, bem mais alargada e bem mais inteligente, que não se dita numa primeira abordagem.
    Em segundo lugar, não me quis basear em nenhum suporte teórico (talvez para a próxima consulte o Marx e o Giddens), mas desta não teorizei...
    Sem criar qualquer espécie de teoria, reforço a ideia, que o fiz de uma maneira inteligente, num grande esforço intelectual, tanto na escolha do objecto, como nas próprias palavras lhe lhe dirigi, que se fosse uma pessoa mais atenta iria perceber, dizendo desde já que não construí aqui nenhuma charada.
    Em terceiro lugar, e só como mero apontamento constacto que o 'eu' em causa está perdido no tempo...

    sem mais nada a acrescentar
    atenciosamente ;)
    Cátia Nogueira
    :)

  3. Eu cá achei que a associação pessoa/objecto foi muito bem conseguida!
    Fico à espera da próxima! ;)

  4. não vai demorar a rebentar... de qualquer modo assim que cair eu aviso... :)

Enviar um comentário