O homem inteligente: monogamia ou poligamia?

Posted by por: catnog | Posted in | Posted on 3/15/2010 12:56:00 da manhã


Foi feito  um estudo nos EUA em que se relacionou o QI dos homens com a (in)fidelidade! Inteligência=monogamia ou poligamia?
Aqui temos 3 coisas 'interessantes' de relacionar (homem, QI e (in)fidelidade) não acham?
Penso que não se precisava fazer este estudo para chegar à conclusão final.
Partirei então da definição dos termos...
homem: 
Animal racional da família dos hominídeos; Indivíduo do sexo masculino; Ser humano masculino adulto; Parceiro, marido, amante, é quem satifaz uma mulher sexualmente; Indivíduo que honra a palavra dada; Indivíduo de coragem, corajoso.
(esta definição terá sido escrita portanto, por um 'homem')
QI:
Quociente de inteligência (abreviado para QI) é uma medida obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de uma pessoa, sempre em comparação com sua idade.
Fidelidade:
Qualidade de Fiel, Lealdade, que não trai.
(infelidade é portanto o oposto)


Eis então parte do artigo que li à tempos:
"A análise de duas grandes pesquisadoras americanas, a National Longitudinal Study of Adolescent Health e a General Social Surveys (indicadores de QI de milhares de adolescentes e adultos dos EUA), feita por um especialista em psicologia evolutiva da London School of Economics, concluiu que homens com um QI mais elevado estão mais propensos à monogamia e a exclusividade sexual do que os homens menos inteligentes. O pesquisador alega que a correlação entre a inteligência e a fidelidade nos homens tem suas origens no desenvolvimento evolutivo. O mundo moderno já não confere tal vantagem evolutiva para os homens que têm várias parceiras sexuais - tendo em vista que, socialmente, a monogamia é mais aceite e possibilita maiores hipóteses de relacionamento amoroso. 
Entretanto, a mesma relação não é observada nas mulheres. Outras características evolutivas que são mais comuns entre as pessoas de inteligência superior, incluindo liberalismo e o ateísmo, segundo o estudo indicou."


Resta-me dizer que: apesar deste estudo não ter surpreendido, foi com agrado que comprovei o resultado!!!

Comments (0)

Enviar um comentário